A cidade

BREVE RESUMO DA CIDADE

História

A 53 km de Aracaju ficavam os campos para criação de animais da família Brito. Hoje não há mais Britos, só o Campo do Brito, o município que nasceu de concessões de sesmarias aos padres Jesuítas. Em 10 de março de 1601 os padres ganharam as terras “junto à serra da Cajaíba, na tapera de Pirapean, entre o vale do Vaza-Barris, a serra de Itabaiana e subindo o rio até aquele pico”. O distrito foi criado em 1845 já com a denominação de Campo do Brito e em 1912 é elevado a município, desmembrado de Itabaiana.[8] Campo do Brito fica na “boca do sertão”, seu solo tem qualidade, o que propicia a sua população viver da agricultura e pecuária.

Geografia

Parte de seu território encontra-se dentro do polígono das secas, com temperaturas médias anuais de 24,5°C e precipitação média de chuvas de 1178,7 mm/ano, mais predominante de março a agosto (outono-inverno). O relevo é caracterizado por uma superfície de pediplanos, com formas mais comuns de tabuleiros, colinas e cristas. A vegetação do município varia da Capoeira, Caatinga, Campos Limpos e Sujos. Campo do Brito está inserido na bacia hidrográfica do rio Vaza-Barris, outros rios importantes da região são o Lombada e Traíras.[5]

Economia

As receitas municipais vêm principalmente da agricultura (mandioca, manga, laranja, maracujá e feijão), pecuária (bovinos, suínos e equinos) e avicultura de galináceos.[5]

Referências

  1. Prefeito eleitos no Sergipe. Página visitada em 22/01/2013.
  2. «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010
  4. «Estimativa Populacional 2013» (PDF). Estimativa Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 4 de outubro de 2013. Consultado em 4 de outubro de 2013
  5. Projeto Cadastro da Infra-Estrutura Hídrica do Nordeste, Diagnóstico do Município de Campo do Brito, 2002.
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 26 de agosto de 2013
  7. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010
  8. Acervo Biblioteca IBGE, Acervo documentação territorial: Campo do Brito.